Monica Uehara

Há muito tempo eu queria experimentar esta técnica. Eu já havia tentado preparar este doce quando era criança e estava iniciando na cozinha, mas, não deu certo. Lembro que a massa ficou mole demais e desmanchou depois de modelada. Aí não tentei mais...até que teria a oportunidade de prepará-la novamente, no Curso de Gastronomia que estou fazendo, mas, por incrível que pareça, não deu tempo de o meu grupo prepará-la no dia!! Da para acreditar? Foi uma aula em que fizemos massa phillo e nosso interesse por esta massa foi tão grande que acabamos não dando tanta atenção para as demais técnicas (!!). Mas, acabei preparando em casa mesmo, seguindo a receita fornecida na aula e adorei! Fácil! Deu super certo. E descobri o que fiz errado quando criança! (Não esperei a massa esfriar para adicionar os ovos!)
Esta massa é muito boa! Da para inventar mil maneiras de servi-la, com vários formatos e coberturas e recheios doces e salgados.

Ingredientes:
220 gramas de farinha de trigo peneirada
375 ml. de água
130 gramas de manteiga integral sem sal
1 pitada de sal (1 grama)
6 unidades de ovos inteiros.

Fiz assim:
Comecei pré-aquecendo o forno em 220 graus.
Em uma panela, coloquei a água, o sal e a manteiga.


Quando ferveu, adicionei a farinha de uma vez

e mexi bem até que formasse uma massa lisa como a de coxinha. Cozinhei até que desprendesse do fundo e das laterais da panela.


Coloquei a massa na batedeira (usei a raquete - batedor apropriado para bater massas médias, um pouquinho mais pesadas) e bati em velocidade baixa até que a massa esfriasse completamente.


Quando esfriou, adicionei os ovos um por vez, batendo bem a cada adição. A massa ficou homogênea, macia e brilhante. O ponto é de uma massa firme o suficiente para manter sua forma após moldada com o saco de confeiteiro.


Coloquei a massa em um saco de confeitar e modelei carolinas (você pode modelar da forma que quiser). sobre um Silpat (também conhecido como "tapete de silicone"). Se você não tiver o Silpat, pode usar papel manteiga sobre uma assadeira. Não é necessário untar. (Não modele os doces muito próximos uns dos outros, pois eles "crescem".)
Levei ao forno que já estava bem quente e esperei que dourassem. Retirei e recheei com crème patissèrie (creme de confeiteiro - veja aqui a receita) e cobri com chocolate derretido.

Dicas:
A massa deve estar fria para adicionar os ovos.
Os ovos devem ser adicionados um a um, batendo bem a cada adição.
5 Responses
  1. Ficou linda sua massa.
    Bjs


  2. Adri Says:

    Monica, muita gente tem dúvidas para fazer as bombinhas, principalmente no ponto da massa! Legal que, com as fotos, dá para ver o jeito certo, nota 10 :) E com a receita do creme de confeiteiro, fica completo. Profiteroles, bombinhas, carolinas, só sai coisa boa, hummm...
    Mas conta aí, amiga, como resistir à tentação fazendo só coisa gostosa no curso? Hehehe. Beijos!


  3. Ui que tentação! Como eu adoro estes mimos! Beijinhos :)


  4. Monica
    Outro dia me aventurei nos Eclairs e deu errado. Na receita não havia essa dica, o "pulo do gato" de esperar a massa esfriar para colocar os ovos. Vou levar a tua receita e fazer nova tentativa.
    Depois te conto. Beijão!


  5. Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,
    reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho,
    Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
    decerto que virei aqui mais vezes.
    Sou António Batalha.
    Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
    PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar
    siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.