Monica Uehara

Pessoas queridas, até virmos morar aqui na Venezuela eu só conhecia o "Rum com passas" rsss. Primeiro porque eu não apreciava bebidas alcóolicas, e segundo porque esta bebida não é muito popular no Brasil. O rum "está para a Venezuela" (e acredito que para boa parte do Caribe)  como a Cachaça "está para o Brasil". Hoje posso dizer que adoro!! Aprendi a apreciar e perceber os aromas que compõem a bebida. E aprendi também que sua utilização culinária vai muito além de "aromatizar passas" rssss.

1796 0 rum premiado
Há um certo "culto e cuidado em torno da produção desta bebida" aqui, e por isso a Venezuela se orgulha de produzir os melhores runs do mundo. No último ano o Rum 1796 produzido pela Destilaria Santa Tereza foi considerado o melhor do mundo em um concurso realizado no Texas, E. U.A.




Envelhecimento em barris de carvalho

Uma curiosidade, é que na Venezuela existe uma legislação que para uma bebida ser considerada rum, é necessário, no mínimo DOIS anos de envelhecimento em barris de carvalho.






Fachada da Fazenda
No domingo passado nós visitamos a Fazenda Santa Tereza, localizada em El Consejo, a 60 km de Caracas, onde é produzido o referido Rum premiado, além de outras variedades desta bebida.
O passeio é bem interessante e traz bastante conhecimento sobre a produção e história do rum.

Vale a pena! O custo foi de 100 bolívares fortes (a moeda local), equivalente a  25 dólares no câmbio oficial.

Além do tour pela Fazenda, explanação e demonstração de como são produzidos os barris de envelhecimento, a destilação e produção da referida bebida, há ainda um mini curso com a degustação de vários tipos de runs produzidos ali, licores e coquetéis cujo ingrediente seja esta bebida. Gente, não dá pra provar tudo senão a gente sai de lá tropeçando, rsss.
O passeio é realizado neste trem

O passeio  pela Fazenda tem a duração de duas horas e se assemelha aos tours realizados em algumas vinícolas.

A única decepção foi um restaurante gourmet localizado no interior da Fazenda, em que todos os pratos contém o rum como ingrediente.
Os pratos servidos não tinham nada de excepcional. Pedi um risoto de limão que mais parecia uma pasta de arroz meio ácida. E  a torta três leches (que é a minha favorita aqui) não estava uma delícia como costuma ser sempre, até nos lugares mais simples. Mas, tudo  bem, o resto do passeio compensou o almoço "mais ou menos".

Mini curso e degustação da bebida
Recebemos muitas informações interessantes lá, e para que o post não fique gigantesco, resolvi escrever uma série de posts referentes ao tema, abordando curiosidades como: a produção e destilação do rum; sugestões de coquetéis contendo o rum como ingrediente.
Bom, por hoje é só pessoal!! Hasta Pronto!





Veja aqui uma receita de Mojito com limão siciliano.

13 Responses
  1. Muito interessante sua postagem, é muito bom saber coisas de outros lugares.
    Bjs


  2. Fla Says:

    Interessante Mônica, eu conheço rum de tomar cuba libre...e quanta cuba eu já tomei...rs.
    Beijos


  3. Rose Says:

    Monica, quanta rum tem por ai...eu só conheço o rum montila que uso pra fazer mojito kkkk e nem sabia nada disso que você falou ai obrigada pelas informações...rs
    Bjinhus!!!


  4. O que sabemos é uma gota, o que ignoramos é um mundo... eu numnca tinha lido sobre runs!!! Amo vinhos, mas olha que ironia, runs eu nao conhecia! Adorei!!! Beijos Monica

    A Copê


  5. Belo passeio. Tudo é válido quando se quer conhecer um lugar. Cada um com suas especificidades, seu jeito.É bom descobrir o mundo.
    Bjs


  6. As vezes a gente acha que sabe muito, mas não sabe a metade das coisas!!!!
    Eu adoro vinhos, rum acho que ainda não experimentei, mas é tão bom viajar em outro mundo, as vezes bem diferente do que a gente imagina!!!!
    Beijokas!!!!


  7. Que legal!!! Gostei de saber disso tudo! O rum não é a minha bebida favorita, mas uso bastante na cozinha!
    Gosto bastante desses passeios alcoolicos, vamos dizer...rsss...são sempre enriquecedores!
    Depois conta mais pra gente ok?
    Um abraço,
    Renata


  8. Juliana Says:

    Que legal Monica! Não conheço muito sobre rum, porque não sou muito de bebidas fortes, fico no vinho e na cerveja... mas é bem legal aprender e conhecer mais, as vezes a gente não gosta por desconhecimento mesmo. O rum barato da prateleira do mercado certamente é muito diferente do rum premiado e feito como manda o "figurino", e isso vale para todas as bebidas. Vou acompanhar a "série" para aprender sobre o assunto! Beijos, Ju


  9. Monica querida!
    Que aula de Rum hein?? eheheh Perfeito... adorei as informações... realmente não é uma bebida tradicional daqui, então não sabemos nada... :)
    Super beijo!


  10. Oi Mônica, eu tô ficando doida estava fazendo um comentário e puf! sumiu tudo, bem voltando ao assunto, eu gostei do post porque de rum eu só entendo do que eu uso na cozinha, mas fiquei feliz ver que vc tem a receita do bolo/torta tres leches,e nem sabia que era daí a origem, eu tenho uma bem parecida com a sua e estou querendo fazer, mas ainda não tive a oportunidade, bjs


  11. Renata Says:

    Oiiiii Monica,
    Mas que lindas fotos, que passeio legal...
    Adorei!!!
    Eu gosto muito de rum com coca...rs
    Fica muito gostoso...
    Monikita tbm é cultura!!!
    Show esse post!!!!
    Bjocas


  12. Monica não conheço nada sobre rum!
    ajudou muito obrigado !!
    e logo logo estarei fazendo o petisco com rap 10 dica sua que a Ju tbm fez!!
    beijokas


  13. Mônica, adorei saber as curiosidades do rum, achei impressionante além de dar um gostinho especial em muitos pratos principalmente os doces, aqui em casa sempre usamos para caldinha de molhar o bolo, tortas e até mesmo nas massas, bjkas enormes p/ vc queridona, ;)... ♥