Monica Uehara

Finalmente tive "coragem" de provar o Itokonyaku, conhecido como o "miojo" que emagrece. Tal "apelido" se deve ao formato semelhante ao do macarrão instantâneo. Mas, creio que a semelhança é só esta.
O Itokonyaku é extraído do konjac, um tubérculo de origem japonesa. Um pacotinho com 200 gramas tem apenas 10 calorias e não tem carboidratos!
O principal benefício do Itokonyaku é a saciedade que ele confere na refeição com baixas calorias.

Este produto começou a ganhar destaque após a apresentadora Nigella dar a ele os créditos de sua boa forma.
Não sei se o Itokonyaku é vendido de forma diversa desta em conserva. Só encontrei assim. Ele fica disposto nas geladeiras onde estão os produtos refrigerados (ao lado do tofu, guiozas e legumes).
Se você for comprar, leve o nome do produto para facilitar, pois eu havia tentado comprar uma vez e não lembrava o nome. Tentei explicar para os vendedores, "macarrão com poucas calorias", "miojo que não engorda", rsss e ninguém soube me dizer se tinha o produto ou não. Na próxima vez, foi só dizer "Itokonyaku" e o vendedor apontou o refrigerador.

Eu havia comprado uma vez e o pacotinho acabou ficando na geladeira, venceu o prazo de validade e joguei no lixo sem provar. O produto tem o prazo de validade bastante exíguo e deve ser conservado refrigerado.
Comprei este pacotinho no bairro da Liberdade, em São Paulo. Aliás, adoro passear pelas ruas da Liberdade! É um dos meus passeios favoritos em São Paulo, e sempre encontro boas compras por lá.
Um pacotinho é suficiente para umas duas porções. Mas, dependendo da receita, pode render umas 4 porções. Eu preparei com peito de peru e abobrinha e em breve postarei a receita. Rendeu 4 porções.
O bacana é que ele pode ser consumido com qualquer tipo de molho.

Eu escorri a água da conserva e lavei o Itokonyaku, antes de prepará-lo, pois não achei o aroma da conserva dos melhores. Depois de lavado, o produto ficou sem aroma e sabor algum. Só da pra sentir a textura mesmo, que é meio gelatinosa. Na minha opinião, não é assim, uma delícia (não tem gosto de nada), mas da pra comer. Ainda mais pensando que o pacote inteiro tem apenas 10 calorias. 
Vale a pena lembrar, que não da pra viver só com este "macarrãozinho", é necessário acrescentar alguns nutrientes à receita. Pois ele é composto basicamente de água (97%) e glucomanan (3%), um tipo de fibra solúvel. Outro lembrete, evite o excesso deste alimento, pois em razão das fibras, ele pode ter efeito laxativo.

8 Responses
  1. Monica, tenho ouvido falar muito desse "miojo", vou procurar pra comprar e experimentar.
    Beijinhos,
    Ana Claudia


  2. Adri Says:

    Monica, adorei saber mais sobre esse macarrão, todo mundo fala muito dele para dietas de emagrecimento. Acho que deve ser uma boa para de vez em quando ou no caso de perder uns quilos de "emergência". Se bem que a aparência dele não é das melhores, rs. Beijos!


  3. Opa!!!! Emagreceee?
    Adoreiii....
    rsrsrsrs
    Bjs


  4. amuga eu adoro...aqui em casa eu sempre faço ele aqui rende umas 4 porções é divino tempero ele com hondashi ...shoyo e algus legumes crus e cozidos ..adoroooo compro também na liberdade vc ja viu que tem ele me tijolinhos ???
    bjão



  5. Andréa Says:

    Querida Monica,
    eu não conhecia esse macarrão, gostei muito de saber, é uma ótima opção p/ quem quer emagrecer e tbm p/ manter a forma.

    Beijos


  6. Olá Mônica querida!!!Eu experimentei uma vez e joguei outros dois no lixo... Nem tive coragem de postar no blog...fiquei salivando feito uma vaca...Bléh...kkkkk....


  7. Querida Monica,
    Eu não conhecia esse produto ainda... Achei interessante e fiquei curiosa para saber o gosto...
    Será que parecido com o Konyaku que usamos no cozido japonês?
    Grande beijo e um ótimo feriadão, Irene