Monica Uehara

Recentemente, no curso de gastronomia que estou frequentando, tive que apresentar um trabalho sobre alguma comida com origem brasileira, e escolhi o Bolo de Rolo. Adoro este doce! E apesar de ser um pouquinho trabalhoso o preparo, não é dificil, e rende muito. Esta receita rendeu um bolo enorme! Se eu fosse fazer aqueles rolinhos pequenos que são vendidos lá no "lugar de gente feliz", daria aproximadamente uns vinte, creio eu!
Adorei prepará-lo! E como achei bacana conhecer a história do doce, que acabei pesquisando para inserir no trabalho, resolvi postar para vocês conhecerem também. 
E logo abaixo, vem o passo-a-passo com fotos.
Ficou uma maravilha!

História
O bolo de rolo é um doce clássico da confeitaria brasileira, típico do Estado de Pernambuco. E pela lei n 13.346 de 24 de abril de 2008 (em anexo), foi considerado Patrimônio cultural e imateral do Estado de Pernambuco.
Este doce é formado por lâminas de massa assada bem finas enroladas como um rocambole, ficando ao final parecido com um rolo, daí a origem do seu nome.
Conta-se que sua origem deriva de adaptações à receita do bolo  “colchão de noiva”, receita esta, trazida pelos portugueses. O bolo colchão de noiva deriva da região de Tavira (distrito de Faro, região do Algarve). E sua receita original é recheada com nozes ou amêndoas.
A criação do bolo de rolo, teria se dado em razão da dificuldade que as “senhoras portuguesas” encontravam, à época, ou seja, nos primeiros anos da colonização brasileira, para  conseguir os ingredientes que utilizavam em Portugal.
As nozes ou amêndoas, ingredientes do recheio do bolo de noiva, inexistiam no Brasil, a não ser que fossem trazidas de fora. Enquanto as goiabas, ingrediente principal para o recheio do bolo de rolo, é abundante na região de Pernanbuco. Assim, se deu a adaptação e criação do doce brasileiro.


Diferenças entre bolo de rolo e rocambole.

Apesar de ambos os doces terem a forma “enrolada”, muitas são as diferenças entre estes.
A começar que o rocambole pode ter em seu recheio os mais diversos tipos de doces, como doce de leite, coco, geléias, etc.  Enquanto o bolo de rolo é recheado  unicamente com goiabada.
A massa dos doces também é diferente. A massa do rocambole é uma espécie de pão de ló e mais espessa que as massas que compõem o bolo de rolo, que por sua vez é preparado com a massa do bolo “colchão de noiva”.
A receita original do bolo de rolo leva várias lâminas, enquanto o rocambole apenas uma.
Além disso, o rocambole apareceu no Nordeste em época posterior ao bolo de rolo (primórdios do século XVII).
O preparo de ambos os doces é diferenciado.

Receita do Bolo de Rolo:
250 gramas de manteiga sem sal em temperatura ambiente
250 gramas de farinha de trigo peneirada
250 gramas de açúcar
5 ovos (gemas e claras separadas)

Recheio:
400 gramas de goiabada
Água para dissolver a goiabada.

Preparo:
Misturar a manteiga e o açúcar até homogeneizar.
Acrescentar as gemas uma a uma. Reservar.
Bater as claras em ponto de neve.
Acrescentar delicadamente 1/3 das claras em neve à mistura reservada.  Incorporar a farinha de trigo e acrescentar o restante das claras.
Cortar seis folhas de papel manteiga no tamanho aproximado de 25X35 e dividir a massa em seis porções que serão espalhadas pelas folhas de papel manteiga. Utilizar o lado mais brilhante para espalhar as porções de massa.
Levar cada porção de massa ao forno pré-aquecido em 150 graus até que a massa esteja assada, mas bem clarinha.
Se houverem pontas ressecadas, retirar, antes de utilizar.
Passar uma camada bem fina de goiabada e enrolar como rocambole. Repetir o procedimento com o restante das massas. Ao final, polvilhar o doce com açúcar.

Preparo do Recheio:
Dissolver a goiabada no fogo com água o suficiente, até formar uma “geléia” que possa ser espalhada pelas lâminas de massa.


Algumas dicas:

·        a massa deve ser assada em camadas finas e ficar pouco tempo no forno para não ressecar e quebrar na hora de montar o bolo;
·          para servir deve-se cortar o bolo em fatias finas;

 Passo-a-passo (com fotos)

Separando os ingredientes:



Consistência da Massa:

Cortando as folhas de papel manteiga:

Distribuindo as porções de massa pelas folhas de papel manteiga:

Espalhando as porções de massa pelo papel manteiga:

A massa já assada:

Espalhando a geléia de goiaba pela massa e começando a enrolar:

Formando o rolo:

Pressionando bem o rolo de massa com auxílio do papel manteiga.

O bolo de rolo está quase pronto:

O bolo coberto com uma camada de açúcar. E está pronto!


Fontes:
Wikipédia
Revista Gula

Legislação do Estado de Pernambuco
4 Responses
  1. Andréa Says:

    Mônica,
    que maravilha vc está fazendo curso de gastronomia, parabéns!
    Esse bolo de rolo é uma loucura,a acho lindo e tentador!

    Bjs


  2. Fabiola Says:

    Monica, muito obrigada por compartilhar estas estórias e esta receita formidável. Adoro bolo de rolo. Até já fiz uma vez há muitos anos atrás e estava querendo refazer. Vou aproveitar esta sua receitinha! Ficou lindo! Beijos mil
    Fabiola


  3. Adri Says:

    Monica, sou fã de carteirinha do bolo de rolo, às vezes faço o investimento nesse lugar de gente feliz só para ter um mini bolinho de rolo, rsrs. Tenho o sonho de fazê-lo um dia, por isso tive que vir te dar os parabéns, seu bolo de rolo ficou um espetáculo! Não é uma receita mirabolante, mas é preciso delicadeza e paciência. Suas camadas ficaram finíssimas, como devem ser. Nota 1000! e adorei saber da história do bolo de rolo. Guardando sua receita djá. Beijos!


  4. Unknown Says:

    Olá, Mônica, tudo bem. Queria apenas fazer uma ressalva com relação ao nosso mais fiel representante gastronômico: o bolo de rolo. Originalmente ele é recheado com doce de goiaba em creme, mas não se comete nenhum delito ou pecado se o rechear com doce de leite, com creme de chocolate, café ou nozes. Ficam igualmente saborosos. Então depois é só partir para o abraço.